Mercados de Natal – Durbuy, Bruxelas e Maastricht

É Natal e por toda a Europa do Norte brilham os Mercados típicos desta época natalícia. Nós visitamos três deles, o de Bruxelas e o de Durbuy, na Bélgica, e o de Maastricht, na Holanda.

Em todos se sente o alegre espírito de Natal, se sente o cheiro do vinho quente, do aroma das gaufres e se ouvem canções de Natal. Nos pequenos chalés de madeira pode-se comer, beber e comprar o presente para aquela pessoa tão especial que queremos mimar nesta época do ano. Tudo longe do bulício dos centros comerciais.

Gaufres e leitão assado na charmosa Durbuy

Para mim Durbuy é a cidade natal mais bonita da Bélgica, com as suas ruas medievais e as suas charmosas lojas decoradas a preceito. É difícil não nos sentirmos imediatamente transportados para o mundo dos duendes e do velhote das barbas.

Embora haja um espaço reservado a essa função, eu diria que toda a cidade é um mimoso mercado de natal a céu aberto, onde não faltam guloseimas, como as gaufres de La Gourmandine e o leitão saído da brasa.

La Gourmandine, loja de gaufres e outras delícias em Durbuy

Os prazeres de inverno nos mercados de natal de Bruxelas

Bruxelas tem vários mercados de Natal, com diferentes atracções. Se formos aos Plaisirs d’Hiver na praça Ste. Catherine, podemos rodopiar, e enjoar, na gigante roda que domina o mercado, ou podemos simplesmente visitar os pequenos chalés e tomar uma taça de champanhe no quentinho de uma das esplanadas aquecidas situadas à volta do mercado. A bebida da época é o vinho quente – vin chaud – feito com especiarias, mas eu passo.

A Grande Roda da Praça Sainte Catherine

O mercado é conhecido e acarinhado pela população de Bruxelas que aqui vem passar um bom momento com os amigos ou em família. É um espaço de brincadeira e prazer para as crianças, que podem ir pulando da roda gigante para o carrossel e deste directamente para um crepe quentinho, comido na companhia de amáveis renas. Eu publicamente confesso que adoro crepes, sobretudo os doces, com maçã caramelizada. Un délice, como se diz por aqui.

Este é, talvez, o mercado de Natal mais bonito de Bruxelas, o mais colorido e o mais animado, não ficando a minha preferência alheia ao facto de estar situado numa praça muito bonita, com uma enorme fonte, prédios lindíssimos e encimada por uma majestosa igreja.

Igreja Santa Catarina ao fundo, consagrada ao Sagrado Coração de Jesus e ao Imaculado Coração de Maria – século XIX

Já em De Brouckère, a dois passos da Grand-place, espera-nos o ringue de patinagem no gelo. Se patinar tão bem quanto eu fique a ver. É bonito o vai-vem dos patinadores, alguns com gestos desastrados mas divertidos, a dança dos casais de namorados, os pais segurando as crianças pela mão. Se a patinagem faz parte dos seus dotes traga um par de patins e divirta-se! A zona é pedonal e podemos passear-nos à vontade e respirar este ar de natal que está por todo o lado.

De Brouckère

No centro da Grand-place brilha, imponente, um gigante pinheiro de Natal e um presépio. A praça ganha magia com o Show de Luzes, a partir das 17h00, espectáculo que dura até dia 31 de Dezembro.

Acho esta a mais bela praça que já vi até hoje e fiz questão de lá estar no dia da abertura oficial das festividades de natal em Bruxelas. O ambiente era frenético, com locais e turistas à espera que as luzes do grande pinheiro de natal se acendessem pela primeira vez e que começasse o espectáculo de luz e som. No entretanto, bebiam-se umas cervejas ou um champanhe. O António e eu esperámos na esplanada do Le Roi d’Espagne, acompanhados de uma cerveja e um chá de menta fresca.

Todos os anos somos saudades por diferentes personagens durante a cerimónia, este ano foi por uns simpáticos caracóis coloridos e engravatados.

Bruxelas está nomeada para a eleição do Melhor Mercado de Natal Europeu 2019, um título atribuído pelo European Best Destination.

Churros e vinho quente em Maastricht

Maastricht fica mais bonita e luminosa com o seu mercado de Natal! Na praça central podemos apertar a mão ao Velhinho das Barbas e fazer o nosso pedido para o sapatinho.

Em ambiente festivo podemos comer churros, beber vinho quente e degustar os deliciosos queijos holandeses. Nos vários chalés de venda de artigos, artesanais e outros, não faltam artigos de lã, barretes, lenços, bijutaria, velas decorativas, malas e decorações para a árvore de natal.

O carrossel gira alegremente, fazendo as delícias das crianças, levando-as para um mundo de conto de Natal.

Está-se bem em Maastricht. Que o digam os meus companheiros de viagem.

Da esquerda para a direita, Rui Cavaco, António Nobre e Tomás Nobre

Ao entardecer iluminam-se as decorações natalícias e o ambiente fica ainda mais festivo!

Grote Staat

Hoje visitámos o mercado de Stokkel e até ao Natal pode muito bem ser que ainda visitemos mais algum. Deixe-se tentar e venha daí mergulhar neste mundo de luzes, cor e sons natalícios.

ℹ️ INFORMAÇÕES & 💡 DICAS

Como chegar a Bruxelas

A Bruxelas chega-se de muitas maneiras, dependendo do seu local de partida. Se quiser vir de comboio saiba que Bruxelas é servida pelo Thalys, comboio de alta velocidade que liga a Bélgica, a Holanda, a Alemanha e a França, sendo super confortável. Pode comprar o bilhete online

Também pode vir de avião – Bruxelas é servida por 2 aeroportos, o de Zavantem, conhecido por Aeroporto de Bruxelas (BRU), e o de Charleroi (CRL). Em Zavantem tem ligação directa para a cidade quer de autocarro da Airport Line (a cada 20 minutos), quer de comboio.

O aeroporto de Charleroi fica situado a 50 quilómetros da capital e tem uma ligação de autocarro Bruxelas-Charleroi a cada 30 minutos. O trajecto demora 1 hora e o bilhete custa 5 euros. Reserve online.

Se vier de carro saiba que as estradas belgas estão, em geral, em bom estado, que as auto estradas são muito boas, completamente gratuitas, que a iluminação é excelente e que o condutor belga é muito prudente. Use o google.com/maps para planear o seu trajecto.

Dentro da cidade o mais aconselhável é deslocar-se de metro. As estações que servem os mercados de Natal de que vos falei são Sainte Catherine e De Brouckére. Daqui vai a pé até à Grand-place. No regresso ao seu poiso pode apanhar o metro em De Brouckère ou na Gare Central.

O metro de Bruxelas é seguro, limpo, de simples utilização e não muito caro. Tem bilhetes de 24 horas (7.5€), de 5 viagens (8€) ou de 10 viagens (14€) à venda nas máquinas. O bilhete é também válido nos autocarros e no eléctrico.

Como chegar a Durbuy

De comboio de Bruxelas para Barvaux. Desta localidade pode ir a pé (5 km) ou de táxi (5 minutos), com um custo entre 11 e 15 euros.

Como chegar a Maastricht

Chega-se a Maastricht de diversas maneiras.

Se quiser ir de comboio saiba que a estação ferroviária de Maastricht está localizada a cerca de 15 minutos a pé do centro da cidade. É o terminal sul do serviço interurbano de Alkmaar – Maastricht pela NS. Além disso, as companhias Arriva (holendesa) e SNCB (belga) servem a estação com trens locais.

Há várias companhias de autocarros que ligam Bruxelas a Maastricht. Veja se as propostas lhe agradam.

checkmybus.com/brussels/maastricht

global.flixbus.com/bus-routes/bus-brussels-maastricht

omio.com/buses/brussels airport/maastricht

As viagens de automóvel são seguras, não existem portagens e o combustível é mais barato que na Bélgica e muito mais barato que em Portugal. O preço dos parques de estacionamento, no entanto, é bastante elevado.

😴 ONDE DORMIR

Moro em Bruxelas e vai daí não durmo em hotéis da cidade pelo que não conheço nenhum por lá ter ficado. Por comodidade de deslocação aconselho a escolher um alojamento junto de uma estação de metro ou de eléctrico. Na zona de Rogier há hotéis de tarifas variadas. A zona é muito comercial e central, o que permite explorar o centro histórico a pé. Outro dia, num dos meus inúmeros passeios a pé pela cidade, dei de caras com o Motel One Brussels que me pareceu muito simpático e hiper bem localizado, podendo dali ir-se a pé para a Grand-place e para a zona dos museus.

No meu primeiro mês de Bruxelas, no início dos anos 2000, fiquei na pousada da juventude Jacques Brel. As Pousadas da Juventude de Bruxelas são bem localizadas e uma óptima opção para quem viaja com crianças e jovens que costumam adorar o ambiente descontraído destes alojamentos. Pessoalmente acho que é uma excelente escolha, apresentando uma boa relação preço/qualidade.

Tem também os hoteis IBIS com localizações ideais na cidade de Bruxelas, com categorias e preços adaptados a diferentes orçamentos.

Pode sempre encontrar outros hotéis no booking.com

A mesma situação se aplica a Durbuy e a Maastricht, onde vou e volto no mesmo dia. Espero que encontre boas opções nos sites de alojamentos.

2 thoughts on “Mercados de Natal – Durbuy, Bruxelas e Maastricht

  1. Já pensámos em viajar no Natal para ver um mecado de Natal mas estamos inclinados para o de Estrasburgo ou de Budapeste este ano ainda não calhou talvez no próximo

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s