Uma Tasca Gigante em Mora, onde tudo é gigantescamente bom!

Há um gigante poiso gastronómico em Mora para deleite de quem gosta de petiscos!

O menú varia consoante a estação do ano e a imaginação da D. Otília, a alma da gigante cozinha desta tasca

É a Tasca Gigante, onde uma equipa profissional e simpática coloca à nossa mesa acepipes dignos da mesa do rei. E da rainha também.

Da esquerda para a direita: Otília, a Rainha da cozinha, Linda, a esposa do Énio e companheira de aventuras, Énio Ezequiel, o homem por trás da gigante ideia que deu lugar a esta Tasca tãp bem amanhada e Beatriz, a jovem que traz ainda mais alegria a esta casa

Qual provadora profissional, fui três vezes aqui comer para comprovar a qualidade da comida e do serviço antes de escrever este artigo. De todas as vezes saí satisfeita, assim como a minha equipa de provadores.

Já me viram este miminho? Que talego tão bonito.

É difícil dizer do que é que gosto mais nesta cozinha tão portuguesa. Na primeira visita comi Moelas. E na segunda. E na terceira.

Ok, já adivinharam, é um dos meus petiscos preferidos. O molho, espesso e muito bem temperado, deixa o palato a rir-se durante algum tempo.

Ex aequo estão os torresmos. Crocantes, vêm para a mesa ainda mornos. Os melhores que já comi em 20 anos de Mora concelho.

Torresmos do rissol. Rissol é a gordura junto ao intestino do porco e na qual se fritam os torresmos.

Uau, para o polvo à lagareiro!

O apreciador de caracóis do grupo disse que os caracóis à Bulhão Pato é do melhor que já provou no que toca a estes bichinhos.

De todas as vezes pedimos salada de polvo. E de todas as vezes ela se mostrou à altura das expectativas. Vem acompanhada de umas deliciosas e estaladiças torradas de pão alentejano que se deixam comer mesmo sem mais nada.

Sente-se que tudo aqui é feito com carinho, dedicação e esmero.

Salada de polvo, que acompanhámos com estaladiças torradas de pão alentejano

Também provámos pimentos assados que estavam um espanto, frango frito e ovo com alheira.

A Tasca Gigante é, definitivamente, um lugar de paragem obrigatória em Mora!

Énio Ezequiel cresceu a ver bem servir à mesa, no café de seu pai. Durante anos tomou outros rumos, foi treinador de Futsal em três clubes do concelho de Mora. Os caminhos da vida trouxeram-no de volta à restauração.

Que me desculpem os adeptos de Futsal mas abençoados os caminhos que o levaram a abrir esta Tasca Gigante, a 7 de Junho de 2014. Dedicado à sua ideia, tem vindo sempre a melhorar o local e a oferta. E assim continuará a ser, visto que Énio tem já projectos para uma futura expansão do espaço.

 A comida é toda caseira, preparada pela sogra. Vivam as Sogras!

As histórias da Tasca

“Uma vez, assim do nada fez se um mini concerto…tínhamos tocador de viola e cantor…a seguir a um jantar tocaram e cantaram umas canções, estava um senhor que ficou eufórico, tirava fotos, fazia filmes, cantava…tentava sempre as melhores posições para as melhores imagens…tinha uma expressão de felicidade que parecia uma criança quando recebe presentes..”

                                                                                                                             Énio Ezequiel

E destes momentos se faz o ambiente descontraído e alegre desta casa.  

Os meus comparsas

€ PREÇO MÉDIO POR PRATO: 6 euros

 📌Rua de Cabeção nº 12,
Mora, 7490-241
Portugal
(por trás do Museu Interactivo do Megalitismo)

💠  A Tasca Gigante

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s